Brevemente

« Um mundo de palavras. Língua
que lambe o universo para espanto
da imobilidade das estrelas »